20 outubro 2013

A Onda



SinopseEm uma escola da Alemanha, alunos tem de escolher entre duas disciplinas eletivas, uma sobre anarquia e a outra sobre autocracia. O professor Rainer Wenger é colocado para dar aulas sobre autocracia, mesmo sendo contra sua vontade. Após alguns minutos da primeira aula, ele decide, para exemplificar melhor aos alunos, formar um governo fascista dentro da sala de aula. Eles dão o nome de "A Onda" ao movimento, e escolhem um uniforme e até mesmo uma saudação. Só que o professor acaba perdendo o controle da situação, e os alunos começam a propagar "A Onda" pela cidade, tornando o projeto da escola um movimento real. Quando as coisas começam a ficar sérias e fanáticas demais, Wenger tenta acabar com "A Onda", mas aí já é tarde demais.

Nesta última sexta-feira, a minha professora de Filosofia passou para o ensino médio um filme chamado A Onda. 
Eu adoro filmes que têm uma história que faz você pensar, que passa uma mensagem interessante. E esse filme definitivamente me fez pensar e aposto que também, a todos que assistiram. Vou contar um pouquinho para vocês:

O filme já se inicia mostrando que Rainer Wenger é anarquista. Ele é um professor e quer dar aula sobre isto, mas o diretor o coloca para dar aula de Autocracia. Ele não fica muito contente, mas não tem outra opção.
Durante uma semana ele cria um sistema fascista na turma, mas isso foge do controle. Os alunos ficam fanáticos e começam a fazer coisas absurdas por toda a cidade. Quando Rainer se dá conta do que está acontecendo, já é tarde.

Eu indico esse filme para adolescentes (de preferência que já estudaram sobre as formas de governo) porque sem dúvida, vai fazer pensar. É uma história muito boa e é real. Isso mesmo, o filme foi baseado em uma história real que ocorreu em abril de 1967, na Califórnia.

Deixo vocês com o trailer do filme:

6 comentários:

  1. Maravilhoso, um filme bem didático! Mostra que um pensamento difundido e repetido diversas vezes acaba se tornando uma verdade absoluta. A dissolução da individualidade dá o poder de intransigência e o poder de julgar. Fiz resenha dele no meu blog também há um tempo atrás.
    http://pitadadecinema.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo! Eu gostei muito da mensagem do filme. Muitas pessoas precisam de choques como no filme, para se conscientizarem.

      Excluir
  2. Oiii te indiquei para o selo The Versatile Blogger Award lá no blog dá uma olhadinha
    http://booknivoro.blogspot.com.br/2013/10/selo-versatile-blogger-award.html

    ResponderExcluir
  3. Não deixe de ver o filme original "A Onda" um curta de + ou- 30 min. que descreve a experiência de Palo Alto

    ResponderExcluir